Formação Inclusiva e LGP

Quando a Língua se Transforma nas Mãos
Ana Bela Cabral

Ana Bela Cabral

Formação inclusiva e LGP

O artigo de hoje descreve o que se pretende de uma formação profissional inclusiva e dá o exemplo da Língua Gestual Portuguesa (LGP).

Formação profissional

Os benefícios da educação/formação formal e não formal são bem conhecidos.

As principais conclusões do último inquérito do INE (3.ª edição de 2016) são:

  • a formação não proporciona apenas uma via para a subsistência, através da integração ou melhor adaptação num posto de trabalho,
  • também melhora o desempenho laboral e a satisfação pessoal e profissional.

A formação profissional é tanto mais importante quanto o crescente dinamismo e volatilidade do mercado de trabalho. Esta permite que o trabalhador desenvolva competências de adaptação, assegurando a sua constante atualização.

Formação profissional inclusiva

A partir deste contexto incontornável, é relativamente fácil perceber quais seriam os benefícios de uma firme promoção e estruturação de formação inclusiva. E quando falamos de formação inclusiva referimo-nos quer à formação de indivíduos com necessidades específicas, como à de indivíduos sem necessidades específicas que pretendam trabalhar com este primeiro público e, assim, marcar a diferença numa sociedade onde a inclusão formativa é ainda uma criança a gatinhar.

A formação inclusiva contribui para a construção de uma sociedade mais altruísta, humanista e holística, na qual a diversidade é entendida como uma oportunidade e uma mais-valia.

O público surdo

Tomemos o exemplo da comunidade surda.

Os surdos são bilingues por excelência, o que lhes dá uma visão mais ampla das realidades percecionadas. Esta vivência garante-lhes um desenvolvimento sociocognitivo e emocional apurado.

A língua gestual portuguesa é culturalmente rica, possibilitando a comunicação com pessoas surdas e, do ponto de vista do aprendente, permite enriquecer a sua visão do mundo e a sua relação a este, constituindo também uma irrefutável mais-valia profissional.

Formação profissional inclusiva e ação de formação certificada em Língua Gestual Portuguesa

É um dos objetivos da Eleva tornar-se uma referência viseense na formação inclusiva. O primeiro passo desta longa caminhada será o 1.º módulo da ação de formação certificada em Língua Gestual Portuguesa. Porque a formação profissional inclusiva é um dever das entidades formadoras e a língua gestual portuguesa uma obrigação!

Sempre quiseste aprender LGP para melhor comunicar e/ou descobrir o “mundo do silêncio”? Vem fazer esta primeira etapa connosco! Inscreve-te no curso certificado de LGP!

Partilha esta publicação

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email
Comentários recentes

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *