Pós-Covid: 6 competências a ter em conta

6-competencias-póscovid
Ana Bela Cabral

Ana Bela Cabral

“A adaptação a novas circunstâncias é das capacidades

mais fascinantes do humano, cada um de nós pode verificar

por si, pelo menos uma vez na vida a experimentámos, essa

mudança que se antevê como uma desgraça eterna e

depois aprendemos, rápidos, a viver nas condições seguintes.”

Rodrigo Guedes de Carvalho em Margarida Espantada

Pós-Covid: 6 competências a ter em conta

Que o mercado de trabalho está em constante mutação já nós sabemos. Então, no pós-Covid, que competências devemos ter em conta e em que formações devemos apostar?

Com a pandemia por Coronavírus, e, porventura, com uma possível segunda quarentena, os nossos ambientes de trabalho irão sofrer novas alterações e obrigar-nos a consolidar e/ou adquirir novas competências.

A primeira quarentena trouxe consigo uma série de ensinamentos e um deles está associado à formação profissional: sim, é possível fazer formação de qualidade e pertinente, sem sair de casa ou do local de trabalho.

Competências

Feita esta primeira constatação, voltemos às competências, começando pelas técnicas.

  1. Estas, como seria de esperar, são competências eminentemente digitais, uma vez que passamos a trabalhar, a gerir e a coordenar mais à distância. Refiro-me não só ao domínio das plataformas de colaboração virtual, síncronas ou assíncronas, como também aos softwares de gestão (ERP, CRM, etc.).
  2. Dentro das competências digitais, gostaria de realçar uma categoria conexa que ganha terreno de dia para dia: o copywriting, ou seja, e especificamente, a escrita persuasiva destinada ao mundo digital. Não restam dúvidas, quase tudo se pode vender online e toda a marca que se preze deve estar presente na Internet, quer seja através de um site e/ou blogue, quer seja através das redes sociais. Por conseguinte, comunicar/escrever nesses canais requer estratégias específicas.
  3. À competência anterior, vem intimamente associado uma outra: capacidade de análise e interpretação de métricas que nos permitam reorientar a nossa estratégia online. Não adianta criarmos conteúdos fantásticos se o nosso público-alvo vai noutra direção…

As soft skills…

Obviamente, não podiam faltar algumas soft skills que são indispensáveis nestes “novos tempos”.

  1. Adaptabilidade e resiliência: diz a sabedoria popular que se não os conseguimos vencer [os desafios], devemos juntar-nos a eles; eu acrescentaria: quanto mais depressa, melhor. De nada adianta lutar contra evidências: chegou a hora de arregaçarmos as mangas e de nos convertermos às ferramentas que forem necessárias.
  2. Pensamento crítico: frente a uma tarefa ou situação, devemos questionar-nos sempre sobre a mais-valia que trazemos ao processo. “Estou a acrescentar valor?” ou “Em que medida a tarefa que estou a executar simplifica o processo e/ou aumenta a produtividade?” são apenas algumas questões de partida.
  3. Criatividade: sem o sabermos, andamos todos à procura do oceano azul, certo? Daquele produto ou serviço que se diferencia do da concorrência e vai catapultar a nossa faturação. Está na hora de abrirmos portas e janelas e de estarmos recetivos a todas as influências e inspirações: leitura, cinema, desporto, brainstorming informais…

O futuro

É possível que, dentro de alguns meses, esta lista esteja já desatualizada relativamente a algumas competências mais técnicas. Caber-nos-á adaptar, reorientar e aprender novas competências que surgirão como necessárias.

Mas, até lá, sejamos pragmáticos, espicacemos a nossa criatividade e aprendamos a vender os nossos produtos e serviços online, de forma eficaz, utilizando um “copy persuasivo”!

A Eleva® tem uma proposta para iniciares este processo connosco: a 2.ª edição do curso Certificado de Copywriting! Alinhas?

Partilha esta publicação

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Share on email
Comentários recentes

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *